Portal da Saude Portal da Saude
Português (Brasil)

portfólio de projetos (CFA)

PJ1: Reestruturação da Coleção de Febre Amarela do IOC.

    • Objetivo Geral: Recuperação, organização e modernização da Coleção de Febre Amarela (CFA).

  • Objetivos específicos/Metas/Atividades:

    • Promover a adequação do espaço através da realização de obras civis e aquisição de mobiliário e equipamentos.

      • Contempla a construção da área de consulta, colocação de pisos de alta-resistência, troca das janelas do salão para aumentar a segurança da Coleção, montagem da divisória entre a sala de visitação e o salão de armazenamento do acervo (área de resera técnica), construção do aquário do curador e a instalação do sistema de exaustão, dos detectores de fumaça e do sistema anti-furto. Aquisição de armários deslizantes para a organização da Coleção, otimização de espaço e consulta.

    • Recuperar o acervo da Coleção de Febre Amarela através do tratamento técnico dos blocos e lâminas histológicas coradas.

      • Conclusão do inventário e recuperação do acervo através da limpeza técnica dos blocos e lâminas histológicas e de troca do fixador das peças de reserva; colocação de código de barras para modernização do sistema de arquivamento.

    • Organizar a Coleção de Febre Amarela, adequando-a aos padrões internacionais desse tipo raro de acervo.

      • Aquisição de caixas de lâminas e etiquetas para o correto armazenamento; re-adequação aos padrões internacionais; montagem e alimentação de inventário informatizado após licenciamento de "software" de banco de dados e aquisição de leitor PDA.

PJ2: Implantação do "Programa de Disponibilização Continuada das Informações da Coleção de Febre Amarela".

    • Objetivo Geral: Implantar um programa de disponibilização permanente das informações contidas na Coleção

  • Objetivos específicos/Metas/Atividades:

    • Montar e disponibilizar um site na Internet para acesso as informações contidas no acervo da Coleção bem como informações de como visitá-la.

    • Elaborar e produzir um vídeo educativo sobre a montagem de coleções científicas, o histórico do acervo da Coleção de Febre Amarela, o funcionamento e a manutenção da Coleção e como visitá-la.

PJ3: Implantação do "Programa de Digitalização Continuada do Acervo da CFA".

    • Objetivo Geral: Implantar um Programa de Digitalização Permanente do acervo.

  • Objetivos específicos/Metas/Atividades:

    • Implantação do Programa continuado de Digitalização do acervo da CFA para obtenção de imagens das lâminas histológicas coradas e documentos do acervo; registro de cada caso nos códigos de barra correspondentes e futura construção de uma carta temática georeferenciada.

PJ4: Coleção de Febre Amarela: Organização de um espaço não-formal de ensino aprendizagem.

    • Objetivo Geral: Apresentar a Coleção de Febre Amarela de uma forma interativa, que possibilite a assimilação das informações nela contidas, de modo a contribuir tanto para a alfabetização científica quanto para o ensino nas escolas através de visitas a um espaço não formal de aprendizagem .

  • Objetivos específicos/Metas/Atividades:

    • Despertar vocações científicas junto aos jovens, independente de sua classe social, estimulando nestes o interesse pela ciência e pelas carreiras científica e tecnológica, contribuindo para a formação de massa crítica nacional;

      • Formulação das atividades pedagógicas e capacitação da equipe de trabalho.

        • Será enfatizada a experimentação e a comunicação ativa dos visitantes com os objetos técnicos ou objetos de experiência. Portanto, a atividade pedagógica a ser desenvolvida será baseada em uma perspectiva interacionista, onde esse espaço se consolidará numa relação dialógica de comunicação e aprendizagem. Assim as atividades que serão realizadas proporcionarão além da participação do educando, a possibilidade de construir um conhecimento processual que integre as questões científicas em um contexto histórico (nacional e institucional) e cultural. Para isso, serão utilizados fatos da história e da ciência para desmontar a visão dominante de uma evolução linear do conhecimento, gerando dúvidas e expectativas, revelando a ciência como um processo dinâmico, com continuidades e descontinuidades, permanências e rupturas em que não existem certezas absolutas. Isso permitirá ao público aprender a ver, racionar e construir sua visão do processo de formação histórica do conhecimento, estabelecendo suas relações com a sociedade e indicando os seus limites socioculturais.

          O planejamento dentro dessa perspectiva será realizado por uma equipe de trabalho multidisciplinar, da qual participarão também monitores, os quais ficarão responsáveis pelo acompanhamento direto da visitação.

      • Realização de visitas piloto, com vistas ao teste da metodologia planejada e à implantação da rotina de visitação.

        • Após a elaboração das atividades pedagógicas serão realizadas visitas-piloto, com a participação de turmas de Colégios do ensino médio e da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (Fiocruz). Essas visitas servirão para avaliar as atividades propostas, o comportamento dos alunos diante da dinâmica, a compreensão dos processos enfocados (históricos e científicos) e o processo da dinâmica como um todo, avaliando inclusive o tempo de execução e os temas que devam ser mais bem desenvolvidos. Os alunos serão convidados a responder uma avaliação diagnóstica (antes da visita) e uma avaliação somativa (final da visita) para que se possa verificar quais as informações foram adquiridas/ transformadas durante a visita.

          Essa etapa servirá como um teste para que se observem os temas de interesse despertados pela exposição, para que se verifique o treinamento dos monitores e ainda para que seja feito o diagnóstico de eventuais dificuldades e falhas que não tenham sido percebidas, possibilitando os ajustes dos eventuais problemas antes da abertura da exposição à população.

PJ5: Coleção da Febre Amarela de Portas Abertas.

    • Objetivo geral: Promover acesso público através de visitações guiadas (público leigo) e visitações de pesquisa (consulta a lâminas histológicas e ao acervo documental).

  • Metas/Atividades:

    • Realizar visitas guiadas gratuitas para o público leigo, agendadas junto à curadoria, de acordo com a demanda de escolas e universidades; visitas de pesquisa para consulta a lâminas histológicas coradas e ao acervo documental.

PJ6: Coleção de Febre Amarela: divulgação e integração científica (divulgaCFA).

    • Objetivo Geral: Promover ampla divulgação e integração científica tanto a nível nacional quanto internacional da Coleção de Febre Amarela.

  • Metas/Atividades:

    • Promover ciclos de debates sob coleções e sua conservação para intercâmbio com coleções nacionais e internacionais. Organizar fóruns internacionais para troca de experiências em conservação de coleções científicas e discutir a problemática dos arquivos pessoais associados a esse tipo de acervo;

    • Promover a participação da equipe de trabalho em exposições nacionais e internacionais como formas de divulgação científica para a sociedade e o papel dos centros e museus de ciências neste contexto.>

    • Promover o intercâmbio Científico com a Coleção de Febre Amarela Colombiana.

      • Durante o período de dez anos que cobre este plano diretor, buscaremos um intercâmbio com o "Instituto Nacional de Salud" da Colômbia por este ter sido um outro país que participou do programa de viscerotomia da Fundação Rockefeller com um laboratório próprio a partir de 1934, quando o Brasil passou a receber somente os casos duvidosos para esclarecimento diagnóstico. Como ocorreu no acervo da CFA, o estudo das amostras de fígado, permitiu ao Dr. Gast, descrever o primeiro caso colombiano de Leishmaniose visceral (1944), a histoplasmose disseminada (1947) e também a Coleção porta os primeiros casos de hepatite fulminante. O estabelecimento do intercâmbio será profícuo tanto no aspecto científico e histórico como também por poderem ser construídos bancos de dados com informações complementares e também a geração de uma carta temática georeferenciada dos casos para podermos estudar, por exemplo, a proximidade entre Lábrea e os primeiros casos de hepatite B-D na Colômbia.

PJ7: Implantação do "Programa Continuado de Preservação do Acervo da CFA".

    • Objetivo Geral: Implantar um Programa de preservação de todo o acervo biológico e reposição de blocos e lâminas.

  • Metas/Atividades:

    • Implantação de um Programa continuado de preservação e reposição de blocos e lâminas histológicas coradas.

PJ8: Estudo Molecular Retrospectivo da Coleção de Febre Amarela com ênfase nas Flaviviroses.

    • Objetivo Geral: Realizar estudo retrospectivo das viscerotomias que compõem a Coleção de Febre Amarela do Instituto Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, visando confirmar o diagnóstico etiológico dos casos positivos e/ou determinar a presença de flavivírus como agente presente nos casos duvidosos ou negativos.

  • Objetivos específicos/Metas/Atividades:

    • Implantar metodologia de extração e purificação de RNA amplificáveis a partir de material formolizado e parafinado para utilização em RT-PCR. Pesquisar, por RT-PCR, a presença dos seguintes flavivírus em cortes parafinados: vírus da Febre Amarela, Dengue e da Hepatite C. Esses dois últimos serão sistematicamente procurados nas peças que se mostrarem negativas para Febre Amarela.

    • Espera-se com este projeto implantar uma metodologia de extração e purificação de RNA amplificáveis por RT-PCR que possibilite, inclusive, resgatar informações que estão "arquivadas" nas peças da coleção de Febre Amarela. O projeto tem um caráter interinstitucional, integrando o Laboratório de Estruturas de Superfície de Vírus do Depto. de Virologia do Instituto de Microbiologia Prof. Paulo de Góes-UFRJ e o Laboratório de Patologia do Instituto Oswaldo Cruz – FIOCRUZ. Terá um enfoque multidisciplinar, compreendendo aspectos clássicos e moleculares da Virologia e da Patologia, resgatando também, como conseqüência, a riqueza médico-científica de uma Coleção que representa a História da Febre Amarela no Brasil.

Apoio Financeiro Todos os direitos reservados - Laboratório de Patologia
IOC Instituto Oswaldo Cruz | IOC | FIOCRUZ - Av. Brasil, 4365 - Tel:(21) 2562-1452
Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ - Brasil CEP: 21040-360
FAPERJ| CNPq

IOC

FIOCRUZ